quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

Quem é Gayatri?

Texto extraido do: backtobhakti.com

TRADUÇÃO GOOGLE (texto original após tradução)

Em seu dia de Vyasa-puja
Tridandisvami Sri Srimad
Bhaktivedanta Narayana Gosvami Maharaja


[23 de janeiro de 2012 é a celebração de Vyasa-puja de Srila Gurudeva Bhaktivedanta Narayana Gosvami Maharaja. Esta é a segunda palestra dele que estamos enviando para essa ocasião gloriosa. O conteúdo desta palestra, embora seja eterna, foi falado por ele para nós em Alachua, Florida, em 1 de fevereiro de 2003. É mais uma palestra incrível.]

Meu pranama dandavat heartly aos pés de lótus do meu mestre espiritual, nitya-lila pravista om visnupada Sri Srimad Bhakti Prajnana Kesava Gosvami Maharaja, todo o meu guru-paramapara, e meu siksa-guru, nitya-lila-pravista om visnupada Sri Srimad Bhaktivedanta Svami Maharaja.

Hoje nós vamos observar guru-puja, ou Vyasa-puja. Primeiro de tudo, é essencial saber o que é guru-puja e qual é o puja Vyasa. Na verdade, ambos são o mesmo. Sri Krsna Dvaipayana Vedavyasa dividiu o Veda uma em quatro. Então, porque seria difícil para as pessoas para extrair a essência dos quatro Vedas, escreveu Brahma-Sutra (Vedanta-sutra).

Vedavyasa explicou que a essência do significado do brahma-gayatri vem omkara. Gayatri é gênero feminino. Quem é Gayatri? Ouvimos dizer que ela é a esposa de Brahma, mas você precisa saber o que foi dito no gayatri mantra: "Bhargo Devasya dhimahi".

O Reservatório Superior de Krishna-prema
Bharga significa "poder," que é, hladini-shakti, ou mahabhava-svarupa (Radhika). O reservatório supremo de krsna-prema é Radhika. Aprendemos que Gayatri é a esposa de Brahma, mas quem é ela realmente? Ela é uma gopi. Krsna tinha dito Yogamaya, "De alguma forma, tentar dar a este gopi a Brahma, caso contrário ela não pode ser parakiya (Minha amante amada)." Todas as gopis são casados ​​com gopas outros. Krsna, portanto, ordenou Yogamaya também organizar isso para Gayatri Devi, de modo que seu amor e sua relação com Krsna poderia ser parakiya.

É por isso que Gayatri foi dada a Brahma em casamento. Desde o início ela não tinha amor pela Brahma, ela amava apenas Krsna. Humor parakiya é o humor de nível superior, e tornou-se o Gayatri serva de Radhika por esse estado de espírito. Vemos que a essência de todas as literaturas védicas é Gayatri. Gayatri é Radhika, ou sua serva, e que o humor pode vir a qualquer um que serve esse mantra.

Esta é uma verdade especial. Meu coração me disse que eu deveria lhe dizer esta verdade secreta sobre Gayatri. Este é um segredo, eu nunca disse isso antes.

O significado do Gayatri-mantra foi claramente revelada por Srila Vyasadeva no primeiro verso do Srimad Bhagavatam. Se ele não tivesse vindo a este mundo ", tudo teria sido nada." Ele revelou este mantra Gayatri, assim como o catur-sloki (quatro versos essência) do Srimad-Bhagavatam e sua explicação, e ele revelou especialmente o maior amor do mahabhava de Srimati Radhika. Ele revelou o significado do Srimad-Bhagavatam, ele manifestou todos os Puranas e especialmente o Mahabharata, ea essência de todas essas escrituras é o mesmo.

Essencial para saber o significado de Vyasa
Srila Vyasadeva primeiro ensinou aos seus discípulos - quatro Jaimini, Vaisampayana, Paila, e Angira - e ele ensinou especialmente a sua amada, Srila Sukadeva Gosvami. Sukadeva Gosvami não era apenas seu filho, mas também seu querido discípulo mais. Srila Vyasadeva manifesta todo o seu conhecimento no coração de Srila Sukadeva Gosvami, que, em seguida, pregou em todos os lugares.

Todos os acaryas, e também os seus discípulos, em todo o nosso guru-parampara, são muito grato a aqueles que estão na linha de Srila Vyasadeva.

Portanto, é essencial saber o significado de Vyasa. Suponha que há um círculo. Se a partir de qualquer ponto da circunferência uma linha recta é desenhada, passando através do centro para a outra extremidade, isto é chamado Vyasa (diâmetro). O diâmetro é sempre em frente e abrange todos os 360 graus do círculo. Ele sempre divide o círculo ao meio, tornando-o 180 graus. Isto é Vyasa.

Este Vyasa toca em todo o mundo. Srila Vyasadeva revelou a Suprema Personalidade de Deus, ele revelou Radhika, e ele revelou todos os outros conhecimentos, e estamos, portanto, ilimitadamente em dívida com ele. Todo o nosso guru-parampara está em dívida com ele, e é por esta razão que o mantra de Vyasa-puja é:

narayanam namaskrtya
naram caiva narottamam
devim sarasvatim vyasam
tato jayam udirayet

["Antes de recitar este Srimad-Bhagavatam, que é o próprio meio de conquista, deve-se oferecer respeitosas reverências a Personalidade de Deus, Narayana, até Nara-Narayana Rsi, o ser humano supermost sendo, até mãe Sarasvati, a deusa da aprendizagem, e até Srila Vyasadeva, o autor. " (Srimad Bhagavatam, 1.2.4)]

Em outras palavras, este é o mantra para adorar a Vyasa, que é a origem de Vyasa-puja. Primeiro, oferecer pranama a Narayana, que é o próprio Krsna: "Narayanam namaskrtya." Então ", Naram caiva." Alguns dizem que, neste contexto, Naram ca significa Arjuna, e não há mal nenhum em que * [ver nota de rodapé 1], mas geralmente isso significa Nara-Narayana Rsi aqui. Então, "devim sarasvatim", que é Sarasvati Devi. "Vyasam, Tato jayam udirayet" meios 'e então a Srila Vyasadeva. "Ao oferecer pranama desta forma, pode-se então ler ou explicar Mahabharata, Srimad-Bhagavatam, Vedanta-sutra, e todos os Puranas. Este mantra tem sido dada no Srimad Bhagavatam, o Puranas, Mahabharata, e em outros lugares.

Respeito adequado a todos os Acaryas
Hoje é o guru-puja. Um discípulo pode observar este dia em honra de qualquer acarya, mas é especialmente para aqueles que seguem os passos de Srila Vyasadeva. É especialmente para aqueles que estão pregando as glórias de Radha-Krishna e bhakti pura em toda parte. No aniversário de um guru, ele executa o puja de Srila Vyasadeva, Vyasa-pancaka, krsna-pancaka, panca-tattva, acarya-tattva, guru-parampara-tattva, e assim por diante. Ao culto destas sete pancakas, alguém adora todo o seu guru-parampara de cima para baixo * [Ver nota 2 (gráfico)], servindo e realizando puja de Krsna, tudo está concluído - Tasmin tuste jagat tusta;. Ainda, teremos para dar o devido respeito a todos os acaryas, especialmente o rupanuga-acaryas.

Você está dizendo que hoje é meu aniversário, mas eu não acho que é meu aniversário. Meu aniversário é em Gaura Purnima, o dia que meu Gurudeva me deu à luz transcendental. Ainda que você me diga, e as pessoas deste mundo pensa assim também, que meu aniversário é hoje. Observamos Vyasa-puja nesta aniversário mundana [esta é a humildade Srila Gurudeva, porque o dia do aparecimento, ou dia do nascimento do acarya bona fide, associado de Sri Krsna, é totalmente transcendental], mas o nosso nascimento real é que o nascimento transcendental, que tem sido dado pelo nosso guru - o nosso pai - e nossa mãe é realmente mantra. Por favor, pense desta forma.

Em seu próprio aniversário, um guru, acarya, ou discípulo oferece puja - para agradar seu Gurudeva.

anyabhilasita-sunyam
jnana-karmady-anavrtam
anukulyena krsnanu
silanam bhaktir uttama

["O cultivo de atividades que são voltados exclusivamente para o prazer de Sri Krsna, ou em outras palavras, o fluxo ininterrupto de serviço a Sri Krsna, realizada através de todos os esforços do corpo, da mente e da fala, e através da expressão de vários sentimentos espirituais (bhavas), que não é coberto por jnana e karma, e que é desprovido de todos os outros desejos do que a aspiração de trazer felicidade a Sri Krsna é chamado uttama-bhakti, serviço devocional pré ". (Bhakti-rasamrta-sindhu 1.1.11)]

Qual é o significado de krsna-anukula? Quem é o Krsna referido aqui? Ele é asraya-vigraha. Ele é Krsna, mas Krsna asraya. Em outras palavras, ele é Sri Gurudeva. Através dele, podemos gradualmente chegar aos pés de lótus de Krishna, Hari, como visaya Krsna. Este é o canal adequado através do qual a adorar Radha e Krsna ou Sri Caitanya Mahaprabhu. Se se pode agradar a seu Gurudeva, não só externamente, mas internamente, bem como, em seguida, Vyasa-puja é verdadeiramente observado. Devemos tentar perceber as formas internas no qual Gurudeva agrada seu Gurudeva.

Aplicar este Sloka aos pés de lótus de seu Gurudeva

yasya deve para bhaktir
yatha deve tatha gurau
tasyaite kathita hy arthah
prakasante mahatmanah

["Apenas àquelas grandes almas que têm fé implícita tanto no Senhor e no mestre espiritual são todas as importações de conhecimento védico são automaticamente revelados." (Svetasvatara Upanisad 6.23)]

Aplicar este sloka (anyabhilasita-sunyam), total e completamente, aos pés de lótus de seu Gurudeva. Agora percebo algo das glórias do meu Gurudeva, e eu não posso expressar os sentimentos do meu coração para ele. Ele era um grande oceano de misericórdia. Levou-me do poço de fezes, e ele queria colocar-me no oceano de rasa - em Sri Bhakti-rasamrta-sindhu e Sri Ujjvala nilamani. Por sua misericórdia especial Toquei algo da glória de suas verdades sobre prema, sneha, maan, pranaya, raga, anuraga, bhava, e mahabhava até madanakhya. Eu entendi alguma coisa, mas cuja glória é esta? Eu não era uma pessoa instruída, e eu era muito insignificante. Eu sei que eu não tinha qualificação em tudo, eu era totalmente ignorante. No entanto, ao tocar os pés de lótus Gurudeva e ao ouvir seu hari-katha, recebi dele todos os vários tipos de conhecimento que eu estou dando para o mundo. Eu não estou dando, ele está me inspirando, e é pela sua misericórdia que eu estou fazendo alguma coisa.

Quando me lembro disso, eu ficar sobrecarregado. Como gloriosa é a sua misericórdia! Se alguém não tocar a verdadeira glória de seu Gurudeva e servi-lo totalmente, como pode agradá-lo?

Situado no coração de todos
Um verdadeiro discípulo sabe que a sua gurudeva de boa-fé é como Krsna, como está escrito em todos os sastras. Srila Suta Gosvami disse:

suta uvaca
yam pravrajantam anupetam apeta-krtyam
dvaipayano viraha-katara ajuhava
putreti tan-mayataya taravo ‘bhinedus
tam sarva-bhuta-hrdayam munim anato ‘smi


["Srila Suta Gosvami disse:." Deixe-me oferecer minhas respeitosas reverências que grande sábio que pode entrar nos corações de todos Quando ele se afastou para assumir a ordem de vida renunciada [sannyasa], sair de casa sem passar por reforma pelo sagrado rosca ou as cerimônias observadas pelas castas mais elevadas, seu pai, Vyasadeva, temendo a separação dele, clamou: "Ó meu filho!" Na verdade, apenas as árvores, que foram absorvidos nos mesmos sentimentos de separação, ecoaram em resposta à begrieved pai. '"(Srimad-Bhagavatam 1.2.2)]

Gurudeva é sarva-bhuta-sthitam (situado no coração de todos), como Krsna. Krsna está em toda parte, e da mesma forma que você nunca pode esconder nada de seu Gurudeva. Você quer esconder tantas coisas, como o seu desejo e os desejos mundanos, mas Gurudeva sabe até mais do que Krsna, porque ele está tão perto de Krsna. Você não pode enganá-lo. Se você tentar enganá-lo você estará enganando a si mesmo - por isso não tente fazê-lo. Revele o seu coração aos pés de lótus de seu Gurudeva. Depois, você pode saber como agradá-lo.

Parama-pujyapada Srila Bhaktivedanta Svami Maharaja sabia e seguiu a ordem de seu Gurudeva, e pregou que a missão em todo o mundo. Ele passou em todo o mundo - nas selvas, no meio dos oceanos, no topo de montanhas e em lugares perigosos, como o meio de pântanos (Alachua, Florida).

Mesmo vinho em uma garrafa nova
Fui a muitos lugares, como Saranagati e Nagari Gita, e em todo lugar que eu vi a sua glória. Penso também que esta era a glória de Srila Bhaktisiddhanta Sarasvati Gosvami Prabhupada e Srila Bhaktivinoda Thakura. Se não havia ordenado e inspirou, e se o meu gurudeva não lhe tinha dado sannyasa, de onde teria essas qualidades vêm? * [Ver nota 2] Alguns querem estabelecer-lo como o adi-guru (o primeiro guru) e último guru , pensando que antes dele não houve gurus de boa-fé e depois dele não haverá gurus de boa-fé. Esta é uma idéia falsa, e uma ofensa em seus pés de lótus. Srila Bhaktivedanta Svami Maharaja nunca disse ou escreveu isso. Ele mostrou grande honra para o nosso guru-parampara, e especialmente para o rupanuga-acaryas em nossa linha. Ele não fez nada de forma independente. Ele escreveu a tradução de Sri Caitanya-Caritamrta e Srimad-Bhagavatam, e ele glorificou Krsna. Ele não fez nada de novo, ele deu o mesmo vinho em uma garrafa nova, assim como todos os nossos acaryas anteriores fizeram. O primeiro vinho foi dado por Srila Vyasadeva, que é Narayana, este crédito vai para ele. Caso contrário, ele não poderia ter feito isso.

Neste dia, um discípulo ou acarya arcos aos pés de lótus de Sri Gurudeva, de onde ele obteve todos os tipos de conhecimento. Você deve sobretudo saber que tattva-jnana, conhecimento de verdades filosóficas estabelecidas, não é suficiente. De onde virá o humor vir a chorar, como as gopis usado para chorar? Srimati Radhika é sempre chorando, intoxicado em krsna-prema. Krsna lamenta e sofre por ela, mas ele não se torne tão enlouquecida. Há muitas manifestações de Radha dançando com Krsna, mas por Radhika há apenas uma Krsna. Vyasadeva é próprio Narayana, e ele revelou tudo isso.

O primeiro dever de um guru é a veneração de seu Gurudeva
Execute guru-puja parampara, começando a partir do seu gurudeva, depois para o rupanuga guru-varga, e assim por diante. 1) guru-pancaka (Sri Guru, Parama-guru, Paramesthi-guru, Paratpara-guru, Paramaparatpara-guru), 2) acarya-pancaka (Sri Sukadeva, Ramanuja, Madhva, Visnusvami, Nimbaditya); 3) Vyasa-pancaka ( Sri Vedavyasa, Paila, Vaisampayana, Jaimini, Sumanta); 4) sanakadi-pancaka (Sri Sanaka, Sanatkumara, Sanatana, Sanandana, Visvaksena); 5) krsna-pancaka (Sri Krishna, Vasudeva, Sankarsana, Pradyumna, Aniruddha); 6) upasya-pancaka (Sri Radhika, Krsna, Gaura, Gadadhara, Sri Gurudeva) e 7) panca-tattva (Sri Krsna Caitanya, Nityananda, Advaita Acarya, Gadadhara, Srivasa).

Então eu quero realizar meu guru-puja, ou Vyasa-puja. Nós não aprendemos que devemos recolher puspanjali abundante (uma oferta do coração do devoto, sob a forma de flores) de nossos discípulos. Primeiro dever de um guru é adorar a seu Gurudeva e guru-parampara, bem como os sete pancakas. Por favor, aprenda isso e tentar segui-lo. Não é que o guru faz um livro grande "Vyasa-puja", glorificando a si mesmo, e leva todo o dinheiro e apresentações para si mesmo. Isso é uma ofensa.

Srila Bhaktisiddhanta Sarasvati Thakura costumava dizer que ele primeiro oferecer qualquer coisa que lhe foi dada aos pés de lótus de seu Gurudeva, Srila Gaura Kisora ​​Das Babaji Maharaja. Quando milhares de discípulos usadas para apresentar oferendas a seus pés de lótus, no final da apresentação, ele diria: "Estou levando tudo e oferecendo aos pés de lótus de meu Gurudeva. Esta não é minha propriedade. "
É essencial conhecer todas estas verdades. Nós não vamos seguir novos devotos modernos de aqui e ali. Nós queremos seguir a linha de Srila Prabhupada Bhaktisiddhanta Sarasvati Gosvami Thakura e outros em nosso guru-parampara, como Parama-pujyapada Srila Bhaktivedanta Svami Maharaja. Eu quero seguir os seus passos. Eu quero primeiro fazer guru-puja, então puja guru-parampara, e depois para os outros. Se você quiser fazer algumas ofertas, vou levá-la e dar aos pés de lótus de meu Gurudeva.

"Todos os Tattvas entrará em seu coração e você vai Seja devotos puros"
Eu estou oferecendo o que todas se ofereceram para me aos pés de lótus do meu guru-padapadma e guru-parampara - início da Brahma e descendo para Srila Bhaktivedanta Svami Maharaja - e para os devotos de Sri Caitanya Mahaprabhu que aparecerão no futuro . Eu estou fazendo reverências a todos eles:

hoiyachena hoibena prabhura jata dasa
Sabará carana Vandon dante kori ghasa

["Segurando uma palha entre meus dentes, eu submeter-me aos pés de todos os servos de Mahaprabhu que foram ou serão." (Sri Vaisnava-verso Vandana 6)]

Eu peço uma coisa de você. Tente sinceramente cumprir o desejo do seu Gurudeva. Você vai ver que se você for sincero, todos os Vedas, e todos krsna-tattva, maya-tattva, o guru-tattva, radha-tattva, e todos os outros tattvas entrará em seu coração e você será devotos puros.

Estou agora a oferecer tudo o que você me ofereceu - tudo sraddha sua, honra, amor e carinho - aos pés de lótus de meu Gurudeva e guru-parampara.

Primeiro, o nosso guru-parampara kirtana deve ser realizado: "Krsna Haite catur mukha."
Gaura Premanande.

[Esta palestra foi seguida pela cerimônia de adoração.]
[* Nota 1 - É declarado no Srimad Bhagavatam (4.1.59): "Isso Nara-Narayana Rsi, que é uma expansão parcial de Krsna, apareceu agora nas dinastias de Yadu e Kuru, na forma de Krishna e Arjuna respectivamente, para atenuar o peso do mundo. "]
[* Nota 2]
[* Nota 3 - É claro, a perfeição Srila Prabhupada é eterno. Esta é apenas uma referência à sua naravat-lila, humano-como passatempos, em que ele está montando exemplo para nós almas condicionadas. Srila Narayana Maharaja diz a mesma coisa sobre Sri Caitanya Mahaprabhu, a respeito de Sua naravat-lila, que se Ele não tivesse recebido harinama e gopala-mantra de seu Gurudeva, Sri Isvara-Puripada, Ele não teria sido capaz de cumprir Sua missão].

Texto Original em Inglês:

On His Vyasa-puja Day

Tridandisvami Sri Srimad
Bhaktivedanta Narayana Gosvami Maharaja

[January 23, 2012 is the Vyasa-puja celebration of Srila Gurudeva Bhaktivedanta Narayana Gosvami Maharaja. This is the second lecture of his that we are sending you for this glorious occasion. The contents of this lecture, although eternal, was first spoken by him for us in Alachua, Florida, on February 1, 2003. It is yet another amazing lecture.]




My heartly dandavat pranama at the lotus feet of my spiritual master, nitya-lila pravista om visnupada Sri Srimad Bhakti Prajnana Kesava Gosvami Maharaja, my entire guru-paramapara, and my siksa-guru, nitya-lila-pravista om visnupada Sri Srimad Bhaktivedanta Svami Maharaja.

Today we are going to observe guru-puja, or Vyasa-puja. First of all, it is essential to know what is guru-puja and what is Vyasa puja. Actually, both are the same. Sri Krsna Dvaipayana Vedavyasa divided the one Veda into four. Then, because it would be difficult for people to extract the essence of the four Vedas, he wrote Brahma-Sutra (Vedanta-sutra).

Vedavyasa explained that the essence of the meaning of the brahma-gayatri comes from omkara. Gayatri is feminine gender. Who is Gayatri? We hear that she is the wife of Brahma, but you will need to know what has been told in the gayatri-mantra: “bhargo devasya dhimahi”.

The Supreme Reservoir of Krishna-prema

Bharga means ‘power;’ that is, hladini-sakti, or mahabhava-svarupa (Radhika). The supreme reservoir of krsna-prema is Radhika. We learn that Gayatri is the wife of Brahma, but who is she actually? She is a gopi. Krsna had told Yogamaya, “Somehow, try to give this gopi to Brahma; otherwise she cannot be parakiya (My paramour beloved).” All the gopis are married to other gopas. Krsna therefore ordered Yogamaya to also arrange this for Gayatri-devi, so that her love and relationship with Krsna could be parakiya.
This is why Gayatri was given to Brahma in marriage. From the beginning she had no love for Brahma; she loved only Krsna. Parakiya mood is the topmost mood, and Gayatri became the maid-servant of Radhika by that mood. We see that the essence of all the Vedic literatures is Gayatri. Gayatri is Radhika, or Her maid-servant, and that mood may come to anyone who serves this mantra.

This is a special truth. My heart told me that I should tell you this secret truth about Gayatri. This is a secret; I never told this before.

The meaning of the gayatri-mantra has been clearly revealed by Srila Vyasadeva in the first verse of Srimad Bhagavatam. Had he not come to this world, ‘everything would have been nothing.’ He revealed this gayatri-mantra, as well as the catur-sloki (four essence verses) of Srimad-Bhagavatam and their explanation, and he especially revealed the highest love of the mahabhava of Srimati Radhika. He revealed the meaning of Srimad-Bhagavatam, he manifested all Puranas and especially the Mahabharata, and the essence of all these scriptures is the same.

Essential to Know the Meaning of Vyasa

Srila Vyasadeva first taught his four disciples – Jaimini, Vaisampayana, Paila, and Angira – and he especially taught his dearest one, Srila Sukadeva Gosvami. Sukadeva Gosvami was not only his son, but also his dear-most disciple. Srila Vyasadeva manifested all his knowledge in the heart of Srila Sukadeva Gosvami, who then preached it everywhere.




All acaryas, and also their disciples, in our entire guru-parampara, are so much indebted to those who are in the line of Srila Vyasadeva.

It is therefore essential to know the meaning of Vyasa. Suppose there is a circle. If from any point of the circumference a straight line is drawn, passing through the center to the other end, this is called Vyasa (diameter). The diameter is always straight and covers all 360 degrees of the circle. It always divides the circle in half, making it 180 degrees. This is vyasa.

This Vyasa touches everywhere in the world. Srila Vyasadeva revealed the Supreme Personality of Godhead, he revealed Radhika, and he revealed all other knowledge; and we are thus unlimitedly indebted to him. Our whole guru-parampara is indebted to him, and it is for this reason that the mantra of Vyasa-puja is:

narayanam namaskrtya
naram caiva narottamam
devim sarasvatim vyasam
tato jayam udirayet

["Before reciting this Srimad-Bhagavatam, which is the very means of conquest, one should offer respectful obeisances unto the Personality of Godhead, Narayana, unto Nara-narayana Rsi, the supermost human being, unto mother Sarasvati, the goddess of learning, and unto Srila Vyasadeva, the author." (Srimad Bhagavatam, 1.2.4 )]

In other words, this is the mantra for worshipping Vyasa, who is the origin of Vyasa-puja. We first offer pranama to Narayana, who is Krsna Himself: “Narayanam namaskrtya.” Then,”naram caiva.” Some say that in this connection naram ca means Arjuna, and there is no harm in that* [see endnote 1], but generally it means Nara-Narayana Rsi here. Then, “devim sarasvatim,” who is Sarasvati Devi. “Vyasam, tato jayam udirayet” means ‘and then to Srila Vyasadeva.’ By offering pranama in this way, one can then read or explain Mahabharata, Srimad-Bhagavatam, Vedanta-sutra, and all the Puranas. This mantra has been given in Srimad Bhagavatam, the Puranas, Mahabharata, and elsewhere.

Proper Respect to All the Acaryas

Today is guru-puja. A disciple can observe this day in honor of any acarya, but it is especially for those following the footsteps of Srila Vyasadeva. It is especially for those who are preaching the glories of Radha-Krsna and pure bhakti everywhere. On that guru’s birthday, he performs the puja of Srila Vyasadeva, vyasa-pancaka, krsna-pancaka, panca-tattva, acarya-tattva, guru-parampara-tattva, and so on. By worship of these seven pancakas, one worships his entire guru-parampara from top to bottom.* [See endnote 2 (chart)] By serving and performing puja of Krsna, everything is completed – tasmin tuste jagat tusta; yet, we will have to give proper respect to all the acaryas, especially the rupanuga-acaryas.

You are saying that today is my birthday; but I do not think it is my birthday. My birthday is on Gaura Purnima, the day my Gurudeva gave me transcendental birth. Still you tell me, and the people of this world think so also, that my birthday is today. We observe Vyasa-puja on this worldly birthday [this is Srila Gurudeva’s humility, because the appearance day, or birth day of the bona fide acarya, Sri Krsna’s associate, is fully transcendental] but our real birth is that transcendental birth, which has been given by our guru – our father – and our mother is actually mantra. Please think in this way.
On his own birthday, a guru, acarya, or disciple offers puja – to please his Gurudeva.

anyabhilasita-sunyam
jnana-karmady-anavrtam
anukulyena krsnanu
silanam bhaktir uttama

["The cultivation of activities which are meant exclusively for the pleasure of Sri Krsna, or in other words the uninterrupted flow of service to Sri Krsna, performed through all endeavors of the body, mind and speech, and through the expression of various spiritual sentiments (bhavas), which is not covered by jnana and karma, and which is devoid of all desires other than the aspiration to bring happiness to Sri Krsna is called uttama-bhakti, pre devotional service." (Bhakti-rasamrta-sindhu 1.1.11)]

What is the meaning of krsna-anukula? Who is the Krsna referred to here? He is asraya-vigraha. He is Krsna, but asraya Krsna. In other words, he is Sri Gurudeva. Through him we can gradually reach the lotus feet of Krsna, Hari, as visaya Krsna. This is the proper channel through which to worship Radha and Krsna or Sri Caitanya Mahaprabhu. If one can please his Gurudeva, not only externally but internally as well, then Vyasa-puja is truly observed. We should try to realize the internal ways in which Gurudeva pleases his Gurudeva.

Apply This Sloka at the Lotus Feet of Your Gurudeva

yasya deve para bhaktir
yatha deve tatha gurau
tasyaite kathita hy arthah
prakasante mahatmanah

["Only unto those great souls who have implicit faith in both the Lord and the spiritual master are all the imports of Vedic knowledge automatically revealed." (Svetasvatara Upanisad 6.23)]

Apply this sloka (anyabhilasita-sunyam), totally and fully, at the lotus feet of your Gurudeva. I now realize something of the glories of my Gurudeva, and I cannot express the feelings of my heart towards him. He was a great ocean of mercy. He took me from the well of stool, and he wanted to place me in the ocean of rasa – into Sri Bhakti-rasamrta-sindhu and Sri Ujjvala nilamani. By his special mercy I touched something of the glory of their truths regarding prema, sneha, maan, pranaya, raga, anuraga, bhava, and mahabhava up to madanakhya. I have understood something, but whose glory is this? I was not a learned person, and I was very insignificant. I know that I had no qualification at all; I was fully ignorant. However, by touching Gurudeva’s lotus feet and by hearing his hari-katha, I received from him all the various kinds of knowledge that I am giving to the world. I am not giving it; he is inspiring me, and it is by his mercy that I am doing something.

When I remember this, I become overwhelmed. How glorious is his mercy! If one does not touch the real glory of his Gurudeva and serve him totally, how can he please him?

Situated in Everyone’s Heart

A true disciple knows that his bona fide gurudeva is like Krsna, as it is written in all sastras. Srila Suta Gosvami has said:

suta uvaca
yam pravrajantam anupetam apeta-krtyam
dvaipayano viraha-katara ajuhava
putreti tan-mayataya taravo ‘bhinedus
tam sarva-bhuta-hrdayam munim anato ‘smi

["Srila Suta Gosvami said: 'Let me offer my respectful obeisances unto that great sage who can enter the hearts of all. When he went away to take up the renounced order of life [sannyasa], leaving home without undergoing reformation by the sacred thread or the ceremonies observed by the higher castes, his father, Vyasadeva, fearing separation from him, cried out, “O my son!” Indeed, only the trees, which were absorbed in the same feelings of separation, echoed in response to the begrieved father.’” (Srimad-Bhagavatam 1.2.2)]
Gurudeva is sarva-bhuta-sthitam (situated in everyone’s heart), like Krsna. Krsna is everywhere, and similarly you can never hide anything from your Gurudeva. You want to hide so many things, like your lust and worldly desires, but Gurudeva knows even more than Krsna, because he is so near to Krsna. You cannot cheat him. If you try to cheat him you will be cheating yourself – so do not try to do so. Reveal your heart to the lotus feet of your Gurudeva. Then you can know how to please him.

Parama-pujyapada Srila Bhaktivedanta Svami Maharaja knew and followed the order of his Gurudeva, and he preached that mission throughout the world. He has gone everywhere in the world – in jungles, in the midst of oceans, on the top of mountains, and in dangerous places like the middle of swamps (Alachua, Florida).

Same Wine in a New Bottle

I went to many places, like Saranagati and Gita Nagari, and everywhere I saw his glory. I think also that this was the glory of Srila Bhaktisiddhanta Sarasvati Gosvami Prabhupada and Srila Bhaktivinoda Thakura. If they had not ordered and inspired him, and if my gurudeva had not given him sannyasa, from where would these qualities have come?* [see endnote 2] Some want to establish him as the adi-guru (first guru) and last guru, thinking that before him there were no bona fide gurus and after him there will be no bona fide gurus. This is a bogus idea, and an offense in his lotus feet. Srila Bhaktivedanta Svami Maharaja never said or wrote this. He showed great honor for our guru-parampara, and especially to the rupanuga-acaryas in our line. He has not done anything independently. He has written the translation of Sri Caitanya-Caritamrta and Srimad-Bhagavatam, and he has glorified Krsna. He has done nothing new; he has given the same wine in a new bottle, just as all our previous acaryas have done. The first wine was given by Srila Vyasadeva, who is Narayana; this credit goes to him. Otherwise, he could not have done this.

On this day, a disciple or acarya bows down at the lotus feet of sri gurudeva, from where he has obtained all kinds of knowledge. You should especially know that tattva-jnana, knowledge of established philosophical truths, is not sufficient. From where will the mood come to weep, as the gopis used to weep? Srimati Radhika is always weeping, intoxicated in krsna-prema. Krsna laments and suffers for Her, but He does not become so maddened. There are many manifestations of Radha dancing with Krsna, but for Radhika there is only one Krsna. Vyasadeva is himself Narayana, and he has revealed all this.

A Guru’s First Duty is to Worship His Gurudeva

Perform guru-parampara puja, beginning from your gurudeva, then to the rupanuga guru-varga, and so on. 1) guru-pancaka (Sri Guru, Parama-guru, Paramesthi-guru, Paratpara-guru, Paramaparatpara-guru); 2) acarya-pancaka (Sri Sukadeva, Ramanuja, Madhva, Visnusvami, Nimbaditya); 3) vyasa-pancaka (Sri Vedavyasa, Paila, Vaisampayana, Jaimini, Sumanta); 4) sanakadi-pancaka (Sri Sanaka, Sanatkumara, Sanatana, Sanandana, Visvaksena); 5) krsna-pancaka (Sri Krsna, Vasudeva, Sankarsana, Pradyumna, Aniruddha); 6) upasya-pancaka (Sri Radhika, Krsna, Gaura, Gadadhara, Sri Gurudeva); and 7) panca-tattva (Sri Krsna Caitanya, Nityananda, Advaita Acarya, Gadadhara, Srivasa).

So I want to perform my guru-puja, or Vyasa-puja. We have not learned that we should collect abundant puspanjali (an offering of the devotee’s heart in the form of flowers) from our disciples. A guru’s first duty is to worship his gurudeva and guru-parampara, as well as the seven pancakas. Please learn this and try to follow it. It is not that the guru makes a big ‘Vyasa-puja’ book, glorifying himself, and takes all the money and presentations for himself. This is an offense.

Srila Bhaktisiddhanta Sarasvati Thakura used to say that he would first offer anything given to him unto the lotus feet of his gurudeva, Srila Gaura Kisora Das Babaji Maharaja. When thousands of disciples used to present offerings at his lotus feet, at the end of the presentation he would say, “I am taking it all and offering at the lotus feet of my gurudeva. This is not my property.”

It is essential to know all these truths. We are not going to follow new, modern devotees of here and there. We want to follow the line of Srila Prabhupada Bhaktisiddhanta Sarasvati Gosvami Thakura and others in our guru-parampara, like Parama-pujyapada Srila Bhaktivedanta Svami Maharaja. I want to follow in their footsteps. I want to first do guru-puja, then guru-parampara puja, and then to the others. If you want to make some offerings, I will take it and give to the lotus feet of my gurudeva.

“All Tattvas Will Enter Your Heart and You Will Be Pure Devotees”

I am offering whatever you have all offered to me unto the lotus feet of my guru-padapadma and guru-parampara – beginning from Brahma and coming down to Srila Bhaktivedanta Svami Maharaja – and to the devotees of Sri Caitanya Mahaprabhu who will appear in the future. I am doing pranama to all of them:

hoiyachena hoibena prabhura jata dasa
sabara carana vandon dante kori ghasa

["Holding a straw between my teeth, I submit myself at the feet of all the servants of Mahaprabhu that were or will be." (Sri Vaisnava-Vandana verse 6)]

I request one thing of you. Try to sincerely fulfill the desire of your gurudeva. You will see that if you are sincere, all the Vedas, and all krsna-tattva, maya-tattva, guru-tattva, radha-tattva, and all other tattvas will enter your heart and you will be pure devotees.

I am now offering all you have offered me – all your sraddha, honor, love and affection – unto the lotus feet of my gurudeva and guru-parampara.
First, our guru-parampara kirtana should be performed: “Krsna haite catur mukha.”
Gaura premanande.

[This talk was followed by the worship ceremony.]
[*Endnote 1– It is stated in Srimad Bhagavatam (4.1.59): "That Nara-Narayana Rsi, who is a partial expansion of Krsna, has now appeared in the dynasties of Yadu and Kuru, in the forms of Krsna and Arjuna respectively, to mitigate the burden of the world."]
[*Endnote 2]
[*Endnote 3 – Of course, Srila Prabhupada's perfection is eternal. This is merely a reference to his naravat-lila, human-like pastimes, in which he is setting example for us conditioned souls. Srila Narayana Maharaja says the same thing about Sri Caitanya Mahaprabhu, regarding His naravat-lila; that if He had not received harinama and gopala-mantra from His gurudeva, Sri Isvara-puripada, He would not have been able to accomplish His mission.]

sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

Sri Vyasapuja de Sri Yuga-Acharya Bhaktivedanta Narayana Goswami Maharaj, nosso gurudeva.

Em homenagem a nosso amado Srila Gurudeva,Sri Srimad Bhaktivedanta Narayana Gosvami Maharaja, o destemido pregador da Bhakti-Yoga-Pura, que completará neste 
próximo dia 23 de Janeiro 2012 
seu 91º Sri Vyasa-puja, agora junto das sakis e gopis servindo o 
casal divino Sri Radha-Krsna em Goloka-Vrndavana. 
O Verdadeiro Significado de Sri Vyasa-puja
por Sri Srimad Bhaktivedanta Narayana Gosvami Maharaja

Falado na noite de Sri Guru-purnima
e no dia do desaparecimento de Srila Sanatana Gosvami
na Sri Kesavaji Gaudiya Matha, Mathura, 16 julho 2008
Traduzido para o Inglês e Português pela primeira vez
Srila Vyasadeva, que é a encarnação do Senhor Narayana, nasceu no dia lua cheia do mês de Asadha. Na Índia, todos adoram seus mestres espirituais neste dia, o qual é celebrado com grande honra reverência e como Sri Vyasa-Puja, ou Sri Guru-puja. É essencial, no entanto, que nós entendamos o significado de Sri Vyasa-Puja. Meramente colocar uma guirlanda no pescoço de Sri Guru ou oferecer aos seus pés de lótus algumas flores e frutas, algum dinheiro, doces ou roupas não significa que foi feita uma adoração verdadeira ao guru. O Vyasa-Puja verdadeiro é entregar a si mesmo completamente aos pés de lótus de Srila Gurudeva e realizar seus desejos.



Isso significa que nós devemos oferecer nossa própia independência aos pés de Sri Guru com um sentimento de rendição: Ó Srila Gurudeva , Eu estou oferecendo tudo que me pertence aos seus pés de lótus. Sri Caitanya Mahaprabhu disse no momento de Sua iniciação por Sri Isvarapuri-pada:

ei ami deha samarpilama tomare
krsnapadapadmera amrtarasa pana
amare karao tumi ñ ei cahi dana

Sri Caitanya-bhagavata (Adi-khanda 17.54ñ55)


Ó Gurudeva, Eu entreguei Meu corpo, e tudo que era meu aos seus pés de lótus. Eu seguirei todas as suas instruções. Meu único desejo é receber suas benções misericordiosas com as quais você me faz bondosamente beber o néctar dos pés de lótus de Krsna.


Se uma pessoa pode se render dessa maneira, não importa se ela adora ou não seu gurudeva com flores e etc., pois esta adoração é apenas simbólica e serve para instruir as pessoas comuns. Verdadeiro guru-puja não pode ser feito até que o sentimento de rendição abnegada aos pés de lótus de Sri Guru apareça no coração de alguém. Srila Sanatana Gosvami abdicou de não apenas sua casa mas também de seu posto como primeiro-ministro, suas numerosas opulências, seus servos e tudo mais, especificamente ele pode assim satisfazer o desejo de Sri Caitanya Mahaprabhu. Ele aproximou-se de Sriman Mahaprabhu sem nada, e sentindo, agora eu sou Seu, Ele se rendeu completamente a ele. Exclusivamente isso que é verdadeiro Vyasa-Puja.


Qual é verdadeiramente a meta mais desejada desse mundo? É o serviço aos pés de lótus do casal Divino, Sri Sri Radha-Krishna. Servir os seus pés de lótus é indubitavelmente nosso único propósito na vida. Embora seja muito raro obter isso, se alguém obtém o abrigo dos pés de lótus de um guru genuíno, essa meta quase inatingível de todo, pode ser alcançada. Em outras palavras, se nós nos rendermos aos pés de lótus de um guru fidedigno e praticarmos servindo o casal divino de acordo com seus ensinamentos, suas instruções e etc., nós podemos alcançar o transcendental serviço amoroso de Sri Sri Radha-Krsna muito em breve.


Embora Sri Krsna, Ele próprio seja a origem de bhakti, Sri Guru é Sua encarnação, ou manifestação. Portanto, a menos que uma pessoa sirva desinteressadamente e sinceramente ao Guru ela não irá obter bhakti mesmo se ela fizer milhões de esforços e mesmo se o próprio Bhagavan outorgar misericórdia a ela. Deve ser entendido que Sri Guru é não diferente de Bhagavan:

yasya deve para bhaktir yatha deve tatha gurau
tasyaite kathita hy arthah prakasante mahatmanah

Svetasvatara Upanisad (6.23)


O verdadeiro significado das escrituras é revelado nos corações daquelas grandes almas que têm igualmente fé firme (bhakti) no guru e no Senhor Supremo.


População de Bharatvarsa (Índia) está em dívida com Srila Vyasa deva. Srila Vyasadeva primeiro dividiu os Vedas, e em seguida compilou a essência do Vyasa Sutra. Depois que ele manifestou os Puranas e o Mahabharata, ainda assim seu coração permanecia insatisfeito. Depois, in Sri Bhagavat Purana (Srimad-Bhagavatam), pela misericórdia de Sri Narada Muni, ele descreveu os passatempos de Sri Krsna e os narrou a Sri Sukadeva Gosvami. A adoração de Srila Sukadeva Gosvami a Srila Vyasadeva, seu pai e mestre espiritual, foi o primeiro Vyasa-puja. Dessa maneira, a tradição do Vyasa-Puja começou. Portanto, Vyasa-Puja, ou guru-puja, tem sido comemorado desde a antiguidade. Adoração ao Guru deve ser feita mesmo antes da adoração ou puja a Sri Krsna.


Nossa grande fortuna é que nós viemos nesta mesma sucessão, ou parampara, de gurus fidedigno, que inclui o própio Sri Caitanya Mahaprabhu, Sri Svarupa Damodara, Sri Ramananda Raya, Srila Rupa Gosvami, Srila Sanatana Gosvami, Srila Krsnadasa Kaviraja Gosvami, Srila Narottama Thakura, Srila Visvanatha Cakravarti Thakura, Srila Jagannatha Dasa Babaji Maharaja, Srila Bhaktivinoda Thakura, Srila Prabhupada e meu gurudeva (Srila Bhakti Prajnana Kesava Gosvami Maharaja) e seus irmãos espirituais. Somente nessa sucessão de gurus fidedignos existe a concepção de serviço a Sri Sri Radha Krsna, especialmente como uma serva de Srimati Radhika, como a meta mais elevada

O filho de Saci-devi, Gaurahari Sri Caitanya Mahaprabhu, que não é outro além de Krsna mas com o sentimento e a cor de Sri Radha, apareceu neste mundo para outorgar este mais auspicioso presente. Sriman Mahaprabhu não pregou estes ensinamentos, ele próprio, mas ele inspirou o coração de Srila Rupa Gosvami com eles e os manifestou nesse mundo através dele. O presente de Sri Caitanya Mahaprabhu, o serviço ao casal divino, Sri Sri Radha-Krsna, seguindo o sentimentos de Srila Rupa Gosvami é o que ele unicamente veio nos dar. Ainda que sejamos tão afortunados de estar neste parampara, para que consigamos absorver verdadeiramente os conceitos de Srila Rupa Gosvami nos requer esforço sincero e honesto.


Muitas pessoas que se apresentam para praticar bhajana e sadhana e levar uma vida de serviço devocional, caem presas vítimas da potência ilusória do Senhor e ficam apegadas a Maya na forma de uma mulher. Dessa maneira eles cavam sua própia miséria em suas vidas. Nós devemos ficar sempre alertas a isso. A Gaudiya Matha não é uma instituição com a intenção de criar oportunidades para isso. Qual é o objetivo da Gaudiya Matha? É seguir sinceramente e puramente os ensinamentos de Srila Rupa Gosvami. A própia existência da Gaudiya Matha é baseada num único objetivo: seguir as instruções de Sriman Mahaprabhu e Sri Rupa Gosvami tornando-se conhecedor de seus ensinamentos e praticando bhajana desta maneira.


Na verdade, a pessoa que vive assim, ficando sob o abrigo de um guru genuíno é que está oferecendo Vyasa–Puja. Essa conduta por si própia já significa digna adoração a Srila Rupa Gosvami e a nossa inteira sucessão discipular, parampara. Se alguém desejar praticar sadhana-bhajana seguindo essas regras e regulações então ele pode ficar na matha, mas não tem lugar na matha para aqueles que querem cultivar tendências mundanas (asat).


Vocês todos devem claramente entender que a matha não é um lugar para arranjar nem celebrar casamentos. Se alguém quer praticar bhajana em sua forma mais pura, então essa pessoa deve residir na matha e servir Sri Guru e os Vaisnavas, mesmo que ele receba um castigo severo deles. A maldição de Sri Narada e Nalakuvara e Manigriva provou ser extremamente benéfica para eles. Do mesmo modo, o castigo de Sri Guru e dos Vaisnavas também é altamente auspicioso. Se uma pessoa tolera seus castigos e continua a residir na matha, então somente ela pode verdadeiramente entender sua misericórdia.


Esse Asadhi-purnima também celebra o dia do desaparecimento de Srila Sanatana Gosvami. Para nós, Srila Sanatana Gosvami é como uma encarnação de Sri Vyasadeva porque ele escreveu um comentário sobre o Srimad-Bhagavatam e manifestou a grande escritura que é como uma pedra preciosa, Sri Brhad-bhagavatamrta. Sri Brhad-bhagavatamrta sozinho é a principal base de todas as escrituras escritas por Srila Rupa Gosvami, Srila Raghunatha Dasa Gosvami e assim por diante. Em outras palavras, todos os outros livros dos nossos Gosvamis manifestaram-se unicamente deste livro.


É por isso que Srila Sanatana Gosvami é o guru de Srila Rupa Gosvami. Por outro lado, Srila Sanatana Gosvami aceitou Srila Rupa Gosvami como seu guru. Estas são as conclusões de guru-tattva. Se alguém se sente orgulhoso, pensando eu me tornei guru, então ele não é um guru de forma alguma. Um guru nunca faz discípulos, na verdade, ele transforma outros em guru*. Aquele que é um guru de verdade nem mesmo tenta se tornar um guru.

*A palavra guru em Sânscrito (mestre espritual) literalmente significa pesado.


bharata-bhumite haila manusya-janma yara
janma sarthaka karií kara para-upakara

Sri Caitanya-caritamrta (Adi-lila 9.41)


Aquele que nasceu como ser humano na terra sagrada da India (Bharata-varsa) deve tornar sua vida bem sucedida e trabalhar para o benefício de todas as outras pessoas. Em outras palavras ele própio deve praticar sadhana de suddha-bhakti aceitando o abrigo dos pés de lótus de Sri Guru e inspirando os outros a fazer o mesmo. Esta é a forma mais elevada de caridade.


Todos os sadhakas, ou praticantes de bhakti, na linha de Sri Caitanya Mahaprabhu devem primeiramente aprender os ensinamentos de Srila Rupa Gosvami e os princípios do guru-parampara, e então eles devem pregar aos outros. É necessário tanto praticar quanto pregar. E para alcançar isto tudo, os sannyassis e bramacaris devem se esforçar mil vezes mais do que um chefe de família precisa se esforçar para manter o seu lar. Durante o dia, em nenhum momento ele deve se esforçar por qualquer outra coisa, atividade ou assunto. Ele deve se ocupar o todo tempo engajando sua mente no serviço a Krsna.


É necessário que se compreenda a verdadeira e especial contribuição de Sri Rupa Gosvami para nossa sampradaya e porque Sri Caitanya Mahaprabhu apareceu neste mundo. Em essência foi para nos dar o mais elevado objetivo da vida: se tornar uma partícula de poeira aos pés de lótus de Srila Rupa Gosvami, se tornar uma serva de Srimati Radhika sob a guia de Srila Rupa Manjari. Essa é a única aspiração de todo o nosso guruvarga anterior.


Que vocês todos sejam abençoados com este conhecimento em seu coração e que sua vida então se torne bem-sucedida. Todos aqueles que deixaram suas casas para praticar serviço devocional, ou aqueles que estão oferecendo em casa devem oferecer Vyasa-puja depois de compreender esses ensinamentos e princípios. Dessa maneira a pessoa deve tentar satisfazer Srila Rupa Gosvami e Srila Gurudeva, e sob sua guia tentar satisfazer Krsna ou Sri Caitanya Mahapraphu, que é o Vyasa original. Exclusivamente este, é o verdadeiro significado de Vyasa-puja.

Gaura premanande!

Publicado pela equipe de The Rays of The Harmonist

Traduzido para o português por Rama Devi dasi